Como a tecnologia está mudando a governança em hotéis

Tempo de leitura: 4 minutos

A inovação na hospitalidade consiste em adotar estratégias mais eficazes para encantar o hóspede. Trazer mais comodidade e conforto por meio da tecnologia, por exemplo. A governança é um dos departamentos de suma importância para a administração do hotel. Responsável por proporcionar uma hospitalidade excepcional, como um chuveiro quentinho e roupas de cama bem perfumadas

Mas suas tarefas não se limitam a limpeza dos quartos do hotel, abrangem também operações que exigem o cumprimento a normas da ANIVSA, por exemplo. Portanto, o mercado tem sido aprimorado por profissionais altamente qualificados e que estão alinhados ao uso de recursos tecnológicos.

Por isso, os profissionais da governança precisam estar alinhados a um hóspede mais exigente com a excelência dos serviços a fim de compreender como Os critérios de escolha do hóspede são influenciados pelas avaliações online. A otimização do tempo é um benefício da tecnologia não apenas para o cliente, mas principalmente para o estabelecimento

Softwares de gestão hoteleira para governança

O uso adequado de tecnologias podem aperfeiçoar a arte de receber bem e aumentar a eficiência do hotel.  Essa ruptura com a hotelaria tradicional traz como consequência remodelar as estratégias de comunicação com o hóspede.

Organização financeira

Todo o fluxo financeiro pode ser facilitado com uma troca de informações mais eficiente, o que inclui até o fornecimento de relatórios gerenciais tais como as taxas de ocupação. O hóspede perde menos tempo com filas na entrada ou saída do hotel, já que pode facilitar o pagamento por meio dos aplicativos, que vão controlar o seu consumo interno. Assim como as reservas também são automatizadas 24h por chatboats.

Pesquisas confirmam essa nova tendência do predomínio das reservas online: Até 2019 é estimado que 69,8% dos hóspedes reservem os quartos pela internet, segundo dados da eMarketer.

Segurança de informações

Garantir a segurança e privacidade dos hóspedes é uma prioridade máxima. Fechaduras eletrônicas com uso de cartões magnéticos, senhas, biométricas, e até aplicativos no celular. Além de reduzir os custos com possíveis extravios de chave e troca de fechaduras.

mão-e governança-segurando-smartphone-na-porta-de-quarto-de-hotel.jpeg

Sinalizadores externos cumprem a função das placas “não perturbe”, assim, a necessidade do cliente como solicitar uma organização no quarto pode ser feito através da tela. Com isso é possível informar se o quarto está disponível ou não para o serviço.

Automação de processos na limpeza de hotel

Leucotron, por exemplo, desenvolveu um tablete que distribui automaticamente as rotas de limpeza para as camareiras por meio do acesso ao histórico de checkin-in e check-out do hóspede.  A atualização do status do quarto para “limpo” facilita a comunicação com a governanta. Com isso, a governanta pode dar atenção a outras funções, como o controle da rouparia e reposição de insumos.

Outras ferramentas tecnológicas que facilitam a gestão dos processos, são as smartmachines dos geradores de ozônio, por exemplo, eliminam ácaros e maus odores com um temporizador que desliga o equipamento automaticamente e ainda reduzem os gastos com o uso de sanitizantes químicos, o que substitui o retrabalho na remoção de odores nos quartos.

Equipamentos com tecnologia de Plasma e Ozônio para o setor de hotéis

Leia também: Custo-benefício na limpeza do quarto de hotel: Evite perdas no faturamento.

Case de sucesso no uso de tecnologias: reduzindo o uso de sanitizantes

Um bom enxoval contribui para a satisfação do hóspede, e a forma de higienizá-lo contribui para uma conservação mais duradoura. O resort Grand Palladium é um case de sucesso nesse sentido, o que lhes rendeu uma premiação pela EarthCheck por quatro anos consecutivos.

Dentre as estratégias adotadas, destacamos o uso exclusivo de produtos biodegradáveis. A dosagem exata de químicos por quilo e planilhas de controle dos consumos também fizeram parte do método adotado, como resultado o hotel teve um baixo consumo de água e energia.

Cabe ressaltar também que a manipulação incorreta dos processos químicos na higienização dos enxovais pode prejudicar o faturamento. Daí a necessidade de aderir soluções que previnam os danos aos tecidos e estender a vida útil dos mesmos.

Conforme vimos, o setor está impulsionado por profissionais altamente qualificados. Portanto, a administração do hotel deve valorizar e qualificar a governança, por meio de recursos tecnológicos que aumentam a eficiência do hotel e reduzem custos.

O que você achou dessas novas estratégias para aprimorar a governança? Assine nossa newsletter e conheça as invoações do setor para aperfeiçoar a arte de receber bem através da tecnologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *