Sanitização na produção de cerveja: Descubra o impacto no produto final

Tempo de leitura: 4 minutos

Apreciar uma boa cerveja artesanal é um hábito cada vez mais comum entre os brasileiros graças ao crescimento do mercado, consolidado pelo surgimento de novas microcervejarias e pelo profissionalismo de quem atua no setor. Mas com mais consumidores, cresce também a responsabilidade de oferecer sempre um produto final de qualidade sob pena de comprometer a marca e a própria sobrevivência. Por isso, aspectos como a sanitização na produção de cerveja ganham relevância e devem constar na lista de prioridades dos cervejeiros.

A sanitização do processo de produção de cerveja causa um duplo impacto.

Qualidade do produto

O primeiro impacto da sanitização na produção de cerveja é a garantia de que a área de produção, todos os equipamentos, os utensílios, as garrafas e até as tampinhas estarão 100% limpos, livres de sujeira, mas também de qualquer micro-organismo (fungos e bactérias) que possa prejudicar o produto.

Isso significa que entre as etapas de produção, que vão resultar na mistura final dos ingredientes, a sanitização merece toda a atenção e não pode nem ser esquecida nem ser realizada pela metade e de forma ineficiente. Pense no quanto pode ser frustrante chegar ao fim do processo e perceber que o sabor final do produto ficou distante do esperado e ainda com risco de ser prejudicial à saúde.

Economia financeira

O segundo impacto da sanitização na produção de cerveja é financeiro. Se escolher uma solução como a sanitização por meio do uso de plasma frio e gás ozônio, com o auxílio de sistemas como os desenvolvidos pela Wier, são grandes as chances da empresa economizar. Ou ao menos reduzir consideravelmente os custos com a compra de produtos químicos para limpeza dos equipamentos. Dependendo do tamanho da área de produção, a economia pode ficar entre R$ 1.000 e R$ 2.000 mensais, conforme os especialistas da Wier.

Coloque na conta também o prejuízo financeiro com os ingredientes usados na produção e que, por causa da falta de uma sanitização bem feita, acabam sendo desperdiçados. Fora o tempo que a empresa dedica ao processo – quem atua na área sabe o quanto é demorado até chegar ao líquido saboroso esperado – que também se perde pelo descuido com limpeza.

Saiba mais sobre sanitização na produção de cerveja

A equipe da Wier vem acompanhado de perto a evolução do mercado cervejeiro para oferecer soluções ainda mais eficientes para sanitização na produção de cerveja. Tanto que tem compartilhado no blog e em eventos com representantes das empresas boas práticas a respeito da importância da sanitização e dicas para melhorar a higienização do processo. Entre elas está o uso de geradores de ozônio.

O gás ozônio está entre as soluções mais modernas para a sanitização das cervejarias. É importante informar que produtos químicos como o ácido peracético e o cloro até são eficientes no combate aos micro-organismos. Porém, como destacado acima, exigem grandes investimentos de matéria-prima e de mão de obra, sem contar o tempo necessário para agir após a aplicação.

Não é o caso do gás ozônio. Seu uso na sanitização na produção de cerveja é vantajoso financeiramente porque substitui os produtos químicos, além de não provocar resíduos por ser 100% natural, gerado a partir do oxigênio por intermédio da tecnologia de Plasma Frio desenvolvida pela Wier. Misturado à água limpa, na produção de cerveja o ozônio age de forma rápida tanto na remoção de sujeiras quanto na eliminação de micro-organismos em tanques de fermentação, garrafas e barris, além de superfícies, como chão, parede, mesas e outros equipamentos.

E os cervejeiros caseiros?

Da mesma maneira que cresceu o número de microcervejarias, aumentou também o interesse de muitos apreciadores de produzirem a própria cerveja. Para eles, que já são atendidos pelos fabricantes de equipamentos, também é possível investir em soluções como as da Wier para que o produto final tenha ainda mais qualidade. E como todo bom apreciador de cerveja, você também não quer um produto que fique aquém do que pede seu paladar, certo?

Quer saber mais sobre os sistemas de plasma frio e gás ozônio da Wier? Ficou interessado em agregar mais qualidade à sua produção de cerveja? Entre em contato e fale com nossos especialistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *